+55 (47) 3036.7700

contato@teclogica.com

Escalabilidade da indústria e personalização de produtos

Teclógica > Blog > Serviços sob medida > Manufatura > Escalabilidade da indústria e personalização de produtos
01/10/2021

A escalabilidade pode ser traduzida como a capacidade de uma empresa expandir a sua demanda sem reduzir a qualidade de seus produtos e sem aumentar os preços. Um resultado que é, por vezes, difícil de alcançar.

Isso porque existem várias barreiras de mercado, com clientes cada vez mais exigentes e que buscam adquirir produtos personalizados de acordo com seus gostos, desejos e restrições. Ao mesmo tempo, esses consumidores esperam experiências de alto nível com as empresas que contrataram.

Nesse contexto, focar na implantação de recursos tecnológicos pode ser grande impulsionador para alcançar escalabilidade, pois auxilia as empresas a otimizarem sua capacidade e qualidade. 

Empresas ligadas à indústria 4.0 ganham uma colher de chá nesse aspecto, pois contam com a inovação como aliada. Tecnologias como Inteligência Artificial (IA) e Internet das Coisas (IoT), são cada vez mais presentes nessas fábricas.

A importância da escalabilidade

Ter a escalabilidade bem estruturada é fundamental para adaptar-se ao aumento das demandas do mercado enquanto mantém – ou ainda melhora – as margens de lucro do negócio.

Além disso, uma empresa escalável consequentemente possui processos mais ágeis, elimina gargalos e consegue alcançar os objetivos mais rapidamente, pois as decisões são baseadas em dados e na demanda do mercado.

Quanto mais escalável for uma indústria, mais ela estará apta a inovar. Para isso, é importante focar em estratégias de melhoria dos processos de produção e que formam um fluxo mais robusto, economia de recursos e cultura organizacional.

Escalabilidade e personalização de produtos

Fornecer um nível de personalização e serviço aos clientes tem um custo, ao contrário do modelo de produção em massa. Por isso as indústrias precisam explorar novas maneiras de otimizar suas cadeias de suprimentos, para obter personalização em massa.

Isso, sem se esquecer de criar experiências de consumo de primeira linha. Temos como exemplo uma empresa de acessórios para casa, que faz parte da carteira de clientes da Dassault Systèmes e que coloca a personalização no centro de sua marca

Case de sucesso: otimizando a cadeia produtiva

Fonte da imagem: https://blogs.3ds.com/perspectives/scaling-up-personalization-for-home-and-lifestyle-manufacturers/ 

Essa empresa se especializou em projetar móveis de precisão, sob medida e de qualidade para cozinhas e banheiros. Os clientes têm acesso a uma ampla gama de personalizações em seus pedidos: cores, materiais, acabamento, dimensões, puxadores, prateleiras, gavetas, funcionalidades e etc. 

Cada componente é feito sob encomenda nas fábricas da empresa, mas ainda em escala industrial. Para evitar falhas de comunicação durante o processo produtivo, a empresa precisava de visibilidade em tempo real, bem como colaboração entre todos os departamentos envolvidos. 

Operações em silos podem criar pontos cegos no planejamento, portanto foram desenvolvidos processos de planejamento mais eficazes, com foco na agilidade em cada etapa do ciclo de vida da produção.

A experiência do consumidor também se tornou uma prioridade em todas as fases para que o produto certo seja entregue no prazo, garantindo que a instalação ocorra sem problemas. Essas mudanças não apenas ajudam a atender melhor às necessidades dos consumidores, mas também permitem o aumento das receitas e margens de lucro.

A pandemia e a falta de insumos

As indústrias precisaram se adaptar rapidamente às mudanças no fornecimento e na demanda, especialmente depois de ver como a pandemia de COVID-19 interrompeu as cadeias de fornecimento em todo o mundo. 

Operações de manufatura correm o risco de serem expostas a eventos externos. Junto a isso, a demanda por matérias-primas disparou no último ano, causando dores de cabeça nos fornecedores e fabricantes.

Ainda assim, os clientes esperam transparência, controle e prazos de entrega precisos. Para atingir esse objetivo, os fabricantes devem conectar todos os setores envolvidos na cadeia produtiva, como design, engenharia, transporte, vendas, etc.

O planejamento de produção em cenários disruptivos

O número de cenários potenciais em uma ferramenta de planejamento de produção, no caso de uma interrupção repentina, pode rapidamente ultrapassar as capacidades de um planejamento manual. 

Por isso, a tomada de decisão não deve ser baseada apenas nas experiências anteriores do planejador de produção, mas sim ser apoiada pela tecnologia.

Portanto, é necessário uma solução especializada em planejamento de produção, que possua uma base robusta e possa calcular todas as eventualidades e aplicar à realidade da fábrica. Com a tecnologia certa, você tem a liberdade de explorar diversas opções, melhorando muito a eficácia do processo de planejamento.

Um sistema APS como o Delmia Ortems é integrado para superar desafios críticos em qualquer condição de mercado. Isso porque leva em consideração todos os horizontes de planejamento (estratégico, tático e operacional) com algoritmos de planejamento que tornam sua cadeia de suprimentos mais ágil e flexível. 

Ao adotar sistemas como esse, você pode atender com mais facilidade às necessidades de mercado que vivem em constante mudança, bem como abordar e mitigar problemas presentes na sua cadeia de suprimentos.

Quer conhecer mais sobre as nossas soluções para manufatura? Entre em contato com nosso especialista

*Este artigo foi assinado por Aloisio Arbegaus, Diretor Comercial da Teclógica.

Fonte: https://blogs.3ds.com/perspectives/scaling-up-personalization-for-home-and-lifestyle-manufacturers/ 

tendências indústria