+55 (47) 3036.7700

contato@teclogica.com

Manufatura Inteligente: A jornada da transformação digital

Teclógica > Blog > Serviços sob medida > Manufatura > Manufatura Inteligente: A jornada da transformação digital
manufatura inteligente
01/07/2022

Com a competitividade e a necessidade de buscar soluções para reduzir custos e aumentar a eficiência, as fábricas têm vivenciado desafios diários. Nesse sentido, a manufatura inteligente é uma excelente forma de vencê-los.

Porém, as empresas que optam por ela têm um longo caminho a percorrer. Estar atento a cada uma das fases dessa implantação é muito importante para que os resultados sejam positivos.

Por isso, preparamos algumas explicações sobre a jornada de transformação digital, o que esta realidade representa para a organização e como passar por ela extraindo os melhores rendimentos. Confira!

O que é manufatura inteligente?

O termo, em linhas gerais, significa trabalhar com sistemas que ajudam a fazer um gerenciamento mais eficiente da produção. Essa administração passa por fases de planejamento, simulação e acompanhamento para maior controle.
Com tecnologia integrada, é possível fazer a  estruturação da  produção de maneira efetiva, explorando todo o potencial da companhia

As soluções disponíveis para essa realização elevam a experiência produtiva e a tornam mais completa. 
Esse é um diferencial no mercado, pois a tecnologia pode reduzir custos e ampliar a qualidade dos produtos. Além disso, também há o ganho de tempo, pois esses sistemas ajudam a planejar a produção de todo um ano, em poucos minutos.

Sem contar que desse modo é possível aproveitar mais adequadamente os recursos, sejam eles de mão de obra, de materiais ou máquinas.

Quais os benefícios da manufatura inteligente?

A primeira vantagem da implantação da tecnologia na indústria,  é entregar maior capacidade de produção e, assim, conseguir fazer as mudanças necessárias para melhorar o retorno do investimento

Mas além disso, fábricas inteligentes têm muitos benefícios. Veja um pouco mais sobre eles: 

Maior qualidade nos processos 

Um dos principais pontos da manufatura inteligente é a qualidade, que tem considerável aumento. Monitorando a linha de produção de perto e em tempo real, por meio de apoio digital, você tem condições de saber de imediato se algo saiu do esperado.

Dessa forma, a organização pode tomar decisões mais ajustadas para evitar maiores consequências, perdas e eventos indesejados.

A análise do desempenho da produção permite que a indústria use os dados para orientá-la sobre qual a melhor maneira de aproveitar cada recurso disponível. Além disso, os investimentos são feitos pontualmente, sem correr o risco de adquirir algo que fique obsoleto. 

Escolhas mais assertivas

Com uma solução que trabalhe de forma inteligente todos os processos, a empresa consegue visualizar sua produção de forma ampla e otimizar o planejamento. 

Assim, as escolhas se tornam mais certeiras, aplicando correções e explorando o que mais apresenta performance.

Isso permite ir além de um sistema de execução na fábrica, trazendo inteligência para a produção. Acompanhando-a, a indústria também consegue tomar melhores decisões, orientadas por informação precisa. 

Menor chance de erros na produção

Mais uma vantagem é diminuir a probabilidade de ocorrerem erros de produção, principalmente aqueles que são manuais.

Com um sistema controlando todas as fases, a instituição toma conhecimento do que acontece de modo global na indústria, prevenindo maiores obstáculos. 

Se a empresa utilizar dispositivos conectados à IoT (Internet das Coisas), ainda maior controle e segurança são agregados à produção.

Jornada para manufatura inteligente 

É muito importante ter em mente que inserir manufatura inteligente na empresa se traduz em uma excelente forma de otimizar a sua indústria. Mas isso é um processo que pode levar tempo.

Essa mudança requer adaptação cultural. Vale compreender que para que essa transformação digital aconteça e traga resultados do chão de fábrica à gestão, é necessário passar por várias etapas.
Nesse aspecto, existem alguns pontos para se prestar atenção. Saiba o que é preciso ser feito para garantir que se obtenha sucesso:

1- Conhecer todos os processos da empresa

Para começar a implantar a transformação digital, o primeiro passo é conhecer todos os processos da organização.
Um levantamento com todas as informações relevantes e áreas envolvidas na produção auxilia a entender como essa estrutura está construída e quais os fluxos que ela segue.

Mesmo que as ferramentas de inteligência para a manufatura sejam altamente capacitadas, é esse conhecimento que permite configurá-las para trabalharem como devem.

2- Produzir um diagnóstico

Na sequência, com essas informações em mãos, é hora de produzir um diagnóstico. Isso significa verificar quais são os pontos fortes e fracos da produção. Buscando dessa forma, definir seu estado atual de otimização operacional

Esse diagnóstico vai apontar onde estão as lacunas que precisam ser preenchidas para potencializar os resultados.

Nele também são analisados fatores como os produtos, a capacidade de atendimento da empresa e suas demandas.
Se houver um desajuste nessa etapa, inclusive, a empresa consegue não só procurar tecnologia para controlar o cenário, como também itens que faltam para compor essa capacidade produtiva.

3- Buscar soluções por desafios

Ao fim, vale ressaltar que com os dados obtidos ao conhecer os processos da empresa, é possível definir metas e diretrizes. Ou seja, atuar preventivamente para que não haja episódios que afetem negativamente a produção e até a imagem da empresa.

Nesse caso, os esforços consistem em identificar as áreas mais vulneráveis e reforçar os cuidados. Fazendo assim, uma boa gestão de riscos, para evitar problemas graves ou recorrentes.  

Outro ponto recomendado é buscar soluções digitais que ajudem a vencer desafios, como gerenciar uma produção mesmo à distância. Pois em algumas situações não é possível estar presente. 

Por meio de uma solução que colete dados e os armazene na nuvem, os responsáveis podem gerir a indústria com mais flexibilidade, dentro e fora do local de trabalho. 

Possibilidades como realidade mista e Data Analytics também fazem da Indústria 4.0 um futuro que já começou, do qual sua empresa não pode ficar de fora.

Gostou deste conteúdo e conseguiu entender melhor sobre a manufatura inteligente na indústria? Aproveite para acessar nosso material sobre sistemas em nuvem e encontrar mais formas de aumentar a eficiência!

tendências indústria

pop up t18