+55 (47) 3036.7700

contato@teclogica.com

Data driven: a importância da cultura de dados na indústria

Teclógica > Blog > Não categorizado > Data driven: a importância da cultura de dados na indústria
data driven
15/07/2022

A cultura do data driven nas indústrias é uma estratégia valiosa para os gestores tomarem as melhores decisões no negócio. Se antes tais decisões eram baseadas em intuições e palpites, agora é possível se apoiar em dados concretos, graças aos avanços tecnológicos.

Pensando nisso, preparamos esse artigo para que você compreenda qual a importância de implementar a gestão de registros na sua empresa. Prossiga com a leitura e entenda melhor sobre o conceito, além dos inúmeros benefícios dessa importante estratégia. 

O que é data driven e a sua importância?

Basicamente, o data driven – ou análise de dados – é o ato de coletar e, posteriormente, transformar registros em informações de qualidade, através de análise e interpretação. Esses arquivos, por sua vez, refletem uma realidade ou situação e guiarão o gestor para a tomada de decisões assertivas.

O campo de pesquisa surgiu como extensão da ciência de dados, cujo qual utiliza algoritmos e métodos científicos para, justamente, gerar insights a partir das informações coletadas. 

Além disso, a partir de tecnologias como Inteligência Artificial, Big Data e Machine Learning, é possível automatizar a coleta, cruzamento e interpretação dos registros.

No caso das indústrias, é através do data driven que problemas são antecipados como a previsão da manutenção das máquinas ou, ainda, identificação de melhores aplicações para recursos e otimizações nos ciclos da produção.

Quais os benefícios do data driven?

Os benefícios são inúmeros e impactam em diversos aspectos do setor industrial. A partir da implantação da cultura de dados, costuma ocorrer uma mudança na mentalidade dos profissionais envolvidos, que passam a ter maior engajamento.

Outra vantagem é o aumento da produtividade, lucro e competitividade. Entenda mais a seguir.

Redução de paradas

Na indústria, uma máquina parada significa diminuição da produção, logo, resultando em atrasos na entrega e tempo ocioso. Essa situação faz parte da realidade de qualquer fábrica, uma vez que, equipamentos quebrados e adversidades podem acontecer imprevisivelmente.

Com o uso do data driven, é possível prever esses gargalos, esquematizar quais são os melhores momentos para a manutenção preventiva e ter maior controle, em termos de dados, da capacidade, volume e de quantas máquinas estão na ativa. 

Tais informações são valiosas para o gestor e permitem que as paradas sejam reduzidas ou planejadas da melhor forma possível.

Tomada de decisões

O objetivo principal da análise de dados é facilitar e promover tomadas de decisões mais assertivas. Entretanto, apenas manter um grande banco de dados desconexos não é suficiente. 

É  preciso que haja todo um trabalho em cima dos registros coletados, como a seleção daqueles que realmente são necessários, a interpretação e a correlação entre as informações.

Para isso, além do engajamento e compromisso, treinamentos são necessários para que todos aprendam como aplicar essas informações na prática, de modo a maximizar a produtividade e reduzir os custos.

Avaliação de produtos

No caso das indústrias, a avaliação periódica da qualidade e as pesquisas de mercado, são fundamentais para alinhar estratégias e para orientar os negócios. 

O data driven possibilita um melhor entendimento sobre o perfil da necessidade do cliente ou da empresa, de modo que o investimento seja aplicado de acordo com as tendências do momento no mercado.

Otimização de processos

Em um ciclo de produção industrial, há diversas etapas e processos que precisam ser percorridos até finalizar a cadeia produtiva. 

Assim, ao longo dessa trajetória, eventualmente, ocorrem retrabalhos e gastos com energia e recursos, que poderiam ser evitados. Da mesma forma, há a dedicação de muito tempo em determinada etapa que poderia ser automatizada ou até mesmo eliminada.

É através do data driven que todo esse ciclo é otimizado. O resultado aparece na redução de custos, diminuição do Lead Time, aplicações mais assertivas dos recursos, entre outros fatores.

Ao analisar os dados extraídos da produção, é possível entender com maior detalhamento quais fatores e atividades podem ser melhoradas.

Antecipação de problemas

Conforme já mencionamos, a antecipação de problemas é uma das grandes vantagens da cultura de dados nas fábricas. 

Essa previsão pode ser feita de diversas formas, sendo as mais comuns aquelas que identificam questões referentes à manutenção do maquinário, às tendências no mercado e ao comportamento do consumidor.

O papel da tecnologia no data driven

A tecnologia tem papel essencial no data driven. Isso porque, a integração dos sistemas e a confiabilidade de informações também fazem parte da natureza da cultura de dados.

Por um lado, a integração de sistemas refere-se ao conjunto de fatores que permitem a criação da base de registros, ou seja, garantem que dados gerados durante todo o processo produtivo fiquem centralizados e não se percam.

Por outro lado, há a questão da segurança e da confiabilidade de informações. Nesse sentido, um arquivo deve ser tratado com segurança e eficácia, evitando vazamentos de dados.

Todas as indústrias procuram reduzir custos, otimizar a produção, prever acontecimentos relevantes e definir estratégias para alavancar os negócios. Diante dessa realidade, a análise aparece como uma ferramenta valiosa que pode fazer toda a diferença nessas questões. 

Como você acabou de ver, a tecnologia traz benefícios para toda a cadeia produtiva e auxilia na análise de dados. Agora que você aprendeu sobre a importância do data driven, baixe nosso eBook exclusivo e entenda mais sobre os sistemas em nuvem e como podem impactar positivamente no dia a dia das indústrias!

pop up t18