+55 (47) 3036.7700

contato@teclogica.com

Por que é importante fazer o cálculo de ROI em processos de TI

Teclógica > Blog > Serviços de TI > Por que é importante fazer o cálculo de ROI em processos de TI
Por que é importante fazer o cálculo de ROI em processos de TI
18/10/2018

Realizar o cálculo de ROI em processos de TI é um dos grandes desafios para os gestores da área, mas o indicador precisa de atenção. Ele possibilita uma visão mais dinâmica de cada investimento, por isso, é importante priorizar aquele que mais gera retorno financeiro para a organização ou corrija projetos que estão deficitários.

O grande problema é que muitas empresas não costumam ou não sabem como fazer esse cáIculo, causando muitas dúvidas se os esforços, negócios, empreendimentos ou projetos da empresa, alcançaram um retorno significativo e positivo.

De forma geral, o cálculo consiste em subtrair os investimentos do ganhos obtido e depois, dividir pelo valor que foi investido. O resultado indicará a eficiência de determinado projeto e os lucros para o negócio.

Na área de TI, esse cálculo tem alguns diferenciais, continue a leitura para saber mais.

Importância do cálculo de ROI para tomada de decisão

Em uma pesquisa, com 225 gerentes de tecnologia, 59% disseram que o ROI influenciou a decisão de realizar um projeto nos últimos 12 meses, e 41% usaram o TCO (Total Cost of Ownership) – estimativa financeira projetada para avaliar os custos diretos e indiretos relacionados à compra de todo investimento – para justificar a decisão. De acordo com um estudo, para cada 1% de investimento em TI, uma empresa lucra 7% em dois anos.

Fazer essa quantificação dos resultados na área de TI é fundamental para determinar também os números de redução de custos ou aumento de receita dentro das empresas. É preciso identificar o impacto e os ganhos palpáveis que o investimento trouxe para o negócio.

Também chamados de benefícios tangíveis, os ganhos palpáveis podem ser ganhos de tempo com a melhoria do suporte, aumento do volume de produção e volume de vendas e o crescimento do volume de contatos com a empresa.

Mapear o ROI pode ser uma tarefa complexa, já que as variáveis que formam o cálculo de ROI ou TCO são diversas e dependem das características intrínsecas de cada projeto ou serviço.

Confira os principais serviços envolvidos no cálculo de ROI em TI:

ROI de servidores

A utilização das métricas de ROI pelos profissionais do setor se tornou uma peça importante, no entanto, é essencial ressaltar que não existe uma fórmula pronta para calcular o retorno do investimento no mundo do armazenamento, já que depende das necessidades de cada negócio.

ROI em segurança

O grande diferencial do ROI em segurança é a falta de previsibilidade dos potenciais riscos e danos que um ataque a uma rede corporativa pode provocar. Por isso, o cálculo de ROI em projetos de segurança é mais complexo que em outros investimentos.

ROI em ERP

O conceito do ROI em ERP era utilizado pelas empresas, porém, as métricas eram confusas e supervalorizadas. É importante ressaltar que, se aplicado corretamente, o cálculo objetivava, como em outros segmentos de TI, facilitar a aprovação de novos projetos, o acompanhamento da sua implementação e a medição dos resultados.

Atualmente, os gestores fazem a seleção de projetos se baseando na relação entre quanto a organização irá pagar e quais os benefícios serão extraídos. A partir do momento que cálculo mostra bons números, o valor que poderá ser extraído da nova solução acompanha essa evolução. A maioria das empresas utiliza uma ou mais métricas financeiras que podem ser chamadas de ROI. Esses estudos incluem o tempo em que o projeto se pagará, o custo de aquisição e a taxa interna de retorno.

ROI intangível

Na área de TI existe ainda o que chamamos de ROI intangível, que não possui métricas pré-estabelecidas. É neste momento que a empresa ou setor de TI encontra algumas dificuldades.

Entre os fatores, não tão concretos, que podem fazer a diferença na adoção de um projeto, estão a melhoria da qualidade, a maior velocidade e a confiabilidade dos serviços obtidos com um investimento em TI.

Existem também benefícios indiretos que podem ser mensurados. Apesar de não estarem expressos financeiramente, devem ser considerados para que se possa potencializar o ROI de um investimento em TI. São exemplos desses benefícios: a melhoria da comunicação com o serviço de suporte ao software, satisfação do cliente e a conquista de agilidade nos processos, ciclos mais curtos e operações e desempenhos da empresa.

Fazer essa quantificação dos resultados na área de TI é um componente importante na equação e na relação do tempo despendido no projeto, com o objetivo do cumprimento de prazos e do número de meses que justificam o investimento.

Métricas auxiliares em processos de TI

As métricas auxiliares são um fator importante para o cálculo de ROI, especialmente intangível, nos procedimentos de TI, pois irão auxiliar os gestores a justificar os investimentos na estrutura da área com base em resultados. Grande parte das organizações utiliza métricas financeiras para mensurar o ROI. No entanto, como já vimos anteriormente, algumas métricas de TI causam impacto positivo no processo, porém não podem ser convertidas de forma simples e direta em valores financeiros.

Diante disso, a solução mais comum é converter os pontos subjetivos em unidade de tempo e em seguida em valores financeiros. O sucesso do ROI de TI depende da capacidade dos gestores da área analisarem e exporem os benefícios qualitativos dos projetos implantados.

É importante ficar atento que o ROI deve superar 100% para que compense a realização do projeto, porém, mesmo em projetos em que o ROI esteja abaixo desse percentual, os indicadores não palpáveis devem ser fatores decisivos na avaliação com a equipe.

Da mesma forma, é essencial lembrar que, apesar do ROI de TI parecer mais complexo de ser levantado e calculado, ele garante uma análise financeira rápida e mais precisa do retorno para a empresa. Com ele, é possível obter resultados mais significativos e um controle maior sobre os projetos que estão sendo desenvolvidos pela organização.

Gostou do conteúdo e quer receber informações de como melhorar os resultados da sua empresa, assine nossa newsletter!

 

indústria sustentável